segunda-feira, 4 de julho de 2011

O Casal E Suas Finanças


O Casal E Suas Finanças
1.  Tim. 6:6-19.
Introdução:
A.   Considerações iniciais – Reportagem da revista Veja de maio de 2006 – edição especial:  finanças o $ da questão – Afirma:
1)    O dinheiro é o principal motivo das discussões entre os casais.
2)    Entre casais, discussões sobre educação dos filhos, chateação da sogra ou horários de cada um, são fichinha perto do tema dinheiro.
3)    Os homens podem não admitir que motivo tão mesquinho cause tanta encrenca, mas, infelizmente, as pesquisas os desmentem.
B.   A revista você S/A, da Editora Abril, encomendou um estudo sobre o assunto à empresa h2r pesquisas avançadas, que entrevistou profissionais paulistas das classes A e B que moram juntos.
1)    O resultado confirmou que o conflito existe: 38% dos entrevistados confessaram brigar em casa por causa de dinheiro.
2)    A falta dele e as despesas excessivas do companheiro são as duas principais razões apontadas.
3)    Mentir sobre dinheiro também é recorrente nos relacionamentos.
C.   Outro levantamento, esse americano, publicado pela revista Money, chegou a conclusões semelhantes.
1)    Sete em cada dez pessoas admitem discutir por causa de dinheiro.
2)    Oito em cada dez afirmam que ele é motivo de tensão no casamento.
D.   A verdade é que pesquisas mostram que, em boa parte das vezes, o dinheiro é o motivo das brigas e discussões do casal.
1)    Nos casos de divórcio, ele representa até 50% das separações.
2)    Assim, não é exagero dizer que, quem cuida da saúde financeira da família está garantindo em 50%, a continuidade do relacionamento.
E.   Evidentemente, o dinheiro é algo fundamental na vida de qualquer pessoa:
1)    Com ele é possível conquistar sonhos, traçar metas, viver confortavelmente.
2)    Em grande quantidade, é sinônimo de poder, capaz de mudar o status de uma pessoa.
F.    Na igreja, falar de dinheiro é ainda considerado um grande tabu.
1)    Normalmente, fala-se apenas dos 10% que são os dízimos.
2)    Dificilmente é ensinado nas igrejas o que deve ser feito dos 90% que Deus nos dar para que administremos -
G.  Contudo, esse é um assunto amplamente mencionado nas Escrituras Sagradas:
1)    Existem pelo menos 2.350 versículos referentes às finanças.
2)    Apesar disso, quase nunca são dadas orientações sobre o que fazer com os outros 90%.
3)    A Bíblia ensina que o dinheiro pode ser bênção para quem sabe usá-lo, mas, ao mesmo tempo, pode tornar-se a “raiz de todos os males”.

Trans: Quanto a nós, o que podemos aprender, sobre a questão: “O casal e suas finanças”?

I. Acabe Com O Mito De Que O Dinheiro Traz Felicidade - 1 Timóteo 6:9 -Ora, os que querem ficar ricos caem em tentação, e cilada, e em muitas concupiscências insensatas e perniciosas, as quais afogam os homens na ruína e perdição.
ILUS: Alguém nesse momento deve está doidinho para me perguntar: Como você  sabe, se nunca foi rico?
A.  Eu quero citar três argumentos para apoiar a minha afirmação:
1)  Primeiro argumento – As palavras do homem mais rico que já viveu nessa terra: SalomãoEclesiastes 5:10  - Quem ama o dinheiro jamais dele se farta; e quem ama a abundância nunca se farta da renda; também isto é vaidade.
1.    Eu quero dar algumas informações importantes sobre o estilo de vida dele:
a)  1 Reis 10:14 - O peso do ouro que se trazia a Salomão cada ano era de seiscentos e sessenta e seis talentos de ouro.
a.  Um talento equivale a 34,272kg.
b.  666 talentos equivalem a 22.825,152kg.
b)  1 Reis 10:21 - Todas as taças de que se servia o rei Salomão para beber eram de ouro, e também de ouro puro todas as da Casa do Bosque do Líbano; não havia nelas prata, porque nos dias de Salomão não se dava a ela estimação nenhuma.
c)  1 Reis 10:23  - Assim, o rei Salomão excedeu a todos os reis do mundo, tanto em riqueza como em sabedoria.
2.  E o testemunho desse homem foi - Eclesiastes 5:10 - Quem ama o dinheiro jamais dele se farta; e quem ama a abundância nunca se farta da renda; também isto é vaidade.
3.  E Salomão disse mais - Eclesiastes 2:17 - Pelo que aborreci a vida, pois me foi penosa a obra que se faz debaixo do sol; sim, tudo é vaidade e correr atrás do vento.
2)  Segundo argumento – O exemplo da própria vida – Você diria que os ricos são felizes e os pobres são infelizes - Se dinheiro trouxesse felicidade, todo rico seria feliz e todo pobre seria infeliz - Provérbios 17:16 - De que serviria o dinheiro na mão do insensato para comprar a sabedoria, visto que não tem entendimento?
3)  Terceiro argumento – As palavras de Jesus Cristo - Lucas 18:25  - Porque é mais fácil passar um camelo pelo fundo de uma agulha do que entrar um rico no reino de Deus.
B.  Resta  citar as palavras de Paulo a Timóteo - 1 Timóteo 6:9 - Ora, os que querem ficar ricos caem em tentação, e cilada, e em muitas concupiscências insensatas e perniciosas, as quais afogam os homens na ruína e perdição.

II. Aprenda A Escravizar O Dinheiro - 1 Timóteo 6:10 - Porque o amor do dinheiro é raiz de todos os males; e alguns, nessa cobiça, se desviaram da fé e a si mesmos se atormentaram com muitas dores.
A.  Notem que a Bíblia não afirma que o dinheiro é mau em si mesmo – é o amor do dinheiro que é a raiz de todos os males.
B.  Em outras palavras – o mal está em amar tanto o dinheiro, a ponto de ser dominado por ele.
C. O mal está em ser dominado por ele, e isso representa um grande perigo.
D. Quais são os sintomas de que podemos está sendo dominados pelo dinheiro:
1)  Primeiro sintoma – quando passamos a utilizar meios ilícitos para adquiri-lo: mentir, roubar, fraudar, enganar, trapacear, explorar os mais pobres - 1 Timóteo 6:9 - Ora, os que querem ficar ricos caem em tentação, e cilada, e em muitas concupiscências insensatas e perniciosas, as quais afogam os homens na ruína e perdição.
2)  Segundo sintoma – quando o dinheiro, ao invés de trazer sossego, torna-se um motivo de preocupação - Mateus 6:21 - Porque, onde está o teu tesouro, aí estará também o teu coração.
3)  Terceiro sintoma – quando há maior dedicação a ele, do que a própria família – 1 Timóteo 6:8 - Tendo sustento e com que nos vestir, estejamos contentes.
4)  Quarto sintoma – quando ele se torna mais importante para mim do que as próprias pessoas - 1 Timóteo 6:17a. -  Exorta aos ricos do presente século que não sejam orgulhosos...
5)  Quinto sintoma – quando ele se torna uma barreira, entre mim e Deus – Mateus 6:24 - Ninguém pode servir a dois senhores; porque ou há de aborrecer-se de um e amar ao outro, ou se devotará a um e desprezará ao outro. Não podeis servir a Deus e às riquezas.
6)   Sexto sintoma - quando passamos a depositar nele a nossa confiança – 1 Tm 6:17 - Exorta aos ricos do presente século que não sejam orgulhosos, nem depositem a sua esperança na instabilidade da riqueza, mas em Deus, que tudo nos proporciona ricamente para nosso aprazimento.
v Provérbios 11:28 - Quem confia nas suas riquezas cairá, mas os justos reverdecerão como a folhagem.
7)  Sétimo sintoma – quando nos tornamos gastadores compulsivosO filho pródigo.
8)  Oitavo sintoma – quando o nosso caráter e o nosso comportamento são modificados por ele: orgulho, indiferença para com os outros, vida imoral, ganância, cobiça, inveja e desonestidade - 1 Timóteo 6:9 - Ora, os que querem ficar ricos caem em tentação, e cilada, e em muitas concupiscências insensatas e perniciosas, as quais afogam os homens na ruína e perdição.
E.  Sendo assim, precisamos aprender a dominar o dinheiro, mas como?
F.  Eu vejo somente uma maneira – tomando uma firme decisão de ser escravo de Cristo - Mateus 6:24 - Ninguém pode servir a dois senhores; porque ou há de aborrecer-se de um e amar ao outro, ou se devotará a um e desprezará ao outro. Não podeis servir a Deus e às riquezas.

III. Entenda Que Quando Se Trata De Finanças, Planejamento É Essencial:
A.  Jesus cristo mostrou a importância de se fazer planejamento, citando a parábola do homem que decidiu construir uma torre Lucas 14:28-30 - Pois qual de vós, pretendendo construir uma torre, não se assenta primeiro para calcular a despesa e verificar se tem os meios para a concluir? Para não suceder que, tendo lançado os alicerces e não a podendo acabar, todos os que a virem zombem dele, dizendo: Este homem começou a construir e não pôde acabar.
B.  Quando se pensa em planejamento, quanto às finanças do lar, é bom considerar alguns aspectos:
1)    Planeje de maneira coletiva - façam um planejamento, levando em, conta a opinião das duas partes: esposo e esposa.
2)    Planeje de maneira sistemática – anotem as despesas básicas e as eventuais.
3)    Planeje de maneira espiritual – levando em conta cinco aspectos muitíssimos importantes:
1.    Ouvir conselhos de pessoas firmadas na palavra.
2.    Agir sempre de acordo com a palavra de Deus.
3.    Orar sempre.
4.    Esperar para ouvir a resposta de Deus.
5.    Fazer o que Deus lhe mandar.
IV. Use o seu dinheiro de maneira racional e equilibrada - 1 Tim 6:7 -  Porque nada temos trazido para o mundo, nem coisa alguma podemos levar dele.
A.   Gastar dinheiro de maneira irresponsável é um tremendo pecado contra Deus, afinal de contas, tudo pertence a Ele - 1 Coríntios 10:26 - Porque do Senhor é a terra e a sua plenitude.
B.   Portanto, nós somos apenas mordomos dos bens que Deus nos confiou.
C.   É fundamental estabelecer quais são as prioridades:
1)  Em primeiro lugar, separe e devolva logo o que é de Deus:
1.  Malaquias 3:8-12 -  Roubará o homem a Deus? Todavia, vós me roubais e dizeis: Em que te roubamos? Nos dízimos e nas ofertas. Com maldição sois amaldiçoados, porque a mim me roubais, vós, a nação toda. Trazei todos os dízimos à casa do Tesouro, para que haja mantimento na minha casa; e provai-me nisto, diz o SENHOR dos Exércitos, se eu não vos abrir as janelas do céu e não derramar sobre vós bênção sem medida. Por vossa causa, repreenderei o devorador, para que não vos consuma o fruto da terra; a vossa vide no campo não será estéril, diz o SENHOR dos Exércitos. Todas as nações vos chamarão felizes, porque vós sereis uma terra deleitosa, diz o SENHOR dos Exércitos.
2.  Prov. 3: 9-10  - Honra ao SENHOR com os teus bens e com as primícias de toda a tua renda; e se encherão fartamente os teus celeiros, e transbordarão de vinho os teus lagares.
2)  Em segundo lugar: administre com sabedoria os 90%:
1.    Pense logo nas necessidades essenciais: supermercado, vestimenta, calçados, água, luz, telefone, aluguel, contas da farmácia.
2.    Em seguida, vêm os investimentos:
a)    Educação.
b)    Melhoria na casa.
c)    Compra ou troca do carro ou moto.
d)    Lazer.
e)    Poupança, para um projeto futuro.
f)    Invista também para a vida eterna – 1 Tim. 6: 18-19 - Que pratiquem o bem, sejam ricos de boas obras, generosos em dar e prontos a repartir; que acumulem para si mesmos tesouros, sólido fundamento para o futuro, a fim de se apoderarem da verdadeira vida.
3.    Finalmente, se sobrar alguma coisa, deve ficar o supérfluo ou dispensável:
a)    Aquela roupa que você tanto gostou.
b)    Aquela caixa de chocolate.
c)    Aquele relógio.
d)    Aquele sapato.
D.   Use o princípio da matemática racional, isto é: nunca, jamais gaste mais do que você ganha.
E.   Determinação de viver dentro dos rendimentos é essencial.

V. Aprenda A Economizar:
A.   O brasileiro é conhecido mundialmente pelo seu hábito de desperdiçar.
B.  No milagre da multiplicação dos pães e peixes, Jesus nos deu uma grandiosa lição sobre esse ponto – joão 6:10-13 -  Disse Jesus: Fazei o povo assentar-se; pois havia naquele lugar muita relva. Assentaram-se, pois, os homens em número de quase cinco mil. Então, Jesus tomou os pães e, tendo dado graças, distribuiu-os entre eles; e também igualmente os peixes, quanto queriam. E, quando já estavam fartos, disse Jesus aos seus discípulos: Recolhei os pedaços que sobraram, para que nada se perca. Assim, pois, o fizeram e encheram doze cestos de pedaços dos cinco pães de cevada, que sobraram aos que haviam comido.
C. Notem que ninguém ficou sem comer – economizar não significa passar fome, mas evitar o desperdício:
D. Algumas medidas simples que trazem grandes resultados:
1)  Não desperdice comida.
2)  Não desperdice água.
3)  Não desperdice eletricidade.
4)  Zele os bens que Deus lhe deu.
5)  Resista aos impulsos – Aos comerciais
6)  Não desperdice produtos de limpeza ou higiene pessoal
E.  Economizar é uma excelente maneira de “aumentar” a renda familiar.

VI. Administre o seu dinheiro de maneira que ele seja uma bênção e não uma maldição:
A.   A palavra de Deus fala certas verdades sobre o dinheiro, que deixa qualquer um arrepiado:
1)    Eclesiastes 5:10 - Quem ama o dinheiro jamais dele se farta; e quem ama a abundância nunca se farta da renda; também isto é vaidade.
2)  1 Tim. 6:9-10 - Ora, os que querem ficar ricos caem em tentação, e cilada, e em muitas concupiscências insensatas e perniciosas, as quais afogam os homens na ruína e perdição. Porque o amor do dinheiro é raiz de todos os males; e alguns, nessa cobiça, se desviaram da fé e a si mesmos se atormentaram com muitas dores.
3)  Mateus 19:23  - Então, disse Jesus a seus discípulos: Em verdade vos digo que um rico dificilmente entrará no reino dos céus.
4)  Tiago 1:9-10 - O irmão, porém, de condição humilde glorie-se na sua dignidade, e o rico, na sua insignificância, porque ele passará como a flor da erva.
B.   Tudo isso significa que o risco de que o dinheiro venha a se transformar numa grande maldição é enorme, portanto:
1)  Não acumule dinheiro por meios ilícitos – Provérbios 28:20 - O homem fiel será cumulado de bênçãos, mas o que se apressa a enriquecer não passará sem castigo.
2)  Use parte do seu dinheiro para ajudar aos outros – Salmos 112:9 - Distribui, dá aos pobres; a sua justiça permanece para sempre, e o seu poder se exaltará em glória.
3)  Aprenda a virtude do contentamento – 1 Tim. 6:7-8 - Porque nada temos trazido para o mundo, nem coisa alguma podemos levar dele. Tendo sustento e com que nos vestir, estejamos contentes.
4)  Invista na eternidade -  1 Tim 6:17-19 - Exorta aos ricos do presente século que não sejam orgulhosos, nem depositem a sua esperança na instabilidade da riqueza, mas em Deus, que tudo nos proporciona ricamente para nosso aprazimento; que pratiquem o bem, sejam ricos de boas obras, generosos em dar e prontos a repartir; que acumulem para si mesmos tesouros, sólido fundamento para o futuro, a fim de se apoderarem da verdadeira vida.
v Mateus 6: 19-20 - Não acumuleis para vós outros tesouros sobre a terra, onde a traça e a ferrugem corroem e onde ladrões escavam e roubam; mas ajuntai para vós outros tesouros no céu, onde traça nem ferrugem corrói, e onde ladrões não escavam, nem roubam;

Conclusão:
A.  Filipenses 4:19 - E o meu Deus, segundo a sua riqueza em glória, há de suprir, em Cristo Jesus, cada uma de vossas necessidades.
B.  Salmos 69:13 - Quanto a mim, porém, SENHOR, faço a ti, em tempo favorável, a minha oração. Responde-me, ó Deus, pela riqueza da tua graça; pela tua fidelidade em socorrer.
C. Salmos 20:7 - Uns confiam em carros, outros, em cavalos; nós, porém, nos gloriaremos em o nome do SENHOR, nosso Deus.
Pr. Hiramar Paiva.

Um comentário:

  1. VANUZA CÂMARA LINHARES18 de julho de 2011 20:10

    Parabéns pelos texos, estou me tornando uma leitora assídua desse blog.Sou convicta de que a palavra de DEUS é nosso alimento espiritual necessário para vivermos felizes, continue transmitindo essas mensagens do amor de DEUS para com seus filhos amados.

    ResponderExcluir

DEIXE AQUI SEUS COMENTÁRIOS